COOPANEST-MG

Blog

Cuidando do futuro

UNIMED BH -Fachadas do Hospital São Camilo da Unimed BH, Belo Horizonte, MG. 21/02/2018. © Copyright Élcio Paraíso/Bendita – Conteúdo & Imagem | Todos os direitos reservados | All rights reserved

São 40 anos dedicados à saúde das crianças mineiras. Desde que os 103 primeiros funcionários começaram a atuar no Hospital São Camilo – nome dado em homenagem ao padroeiro dos doentes –, a missão da equipe é oferecer a melhor assistência aos pequenos. E assim tem sido ao longo das últimas quatro décadas.

O Serviço de Anestesiologia da instituição evoluiu junto com sua história. Atualmente, são 24 médicos na equipe, que, até o surgimento da pandemia, realizavam cerca de 10 procedimentos cirúrgicos por dia. Dra. Maria Kátia Saraiva Barbosa chegou apenas um ano depois da inauguração e acompanhou de perto toda a evolução do hospital. “O bloco cirúrgico tinha apenas uma sala e dois anestesiologistas na equipe, Dr. Ney da Costa Araújo e Dr. Joaquim Carneiro”, lembra. Ela faz questão ainda de destacar médicos que fizeram do São Camilo uma referência no tratamento pediátrico, como Dr. Juarez Estevão de Oliveira, Dr. Geraldo Félix Lima e Dra. Maria de Lourdes Alvarenga Silva. E não se esquece também de um importante chefe da Cirurgia, Dr. Acácio Rocha Filho.

Quando a Rede Unimed assumiu a gestão, em 2017, de acordo com Dra. Maria Kátia, a infraestrutura abrigada pelo complexo hospitalar evoluiu de forma significativa, para ofertar ao público mineiro uma ampla e completa rede de atendimento, que, atualmente, reúne 27 especialidades voltadas para o cuidado às crianças. Hoje, os profissionais dispõem de um robusto aparato para diagnósticos, que inclui laboratórios, Raio-X 24 horas, CTI, ultrassom e tomografia.

Paixão pela anestesia pediátrica

“O paciente pediátrico é a minha paixão”, diz Dra. Maria Kátia. “Tudo o que fazemos para a criança, ganhamos em dobro, dado o afeto que eles demonstram para conosco.”

Por isso, um dos diferenciais da equipe, de acordo com a coordenadora do Serviço de Anestesiologia, Dra. Ana Cláudia Mota Bonissos, é que todos têm uma paixão especial pela especialidade. “É um pessoal muito competente, que tem brilho no olhar ao trabalhar. São anestesistas que estão conosco há muito tempo e têm nossa total confiança.”

A chegada da pandemia do coronavírus fez com que os procedimentos fossem reduzidos em cerca de 30%, mas o hospital segue atendendo a urgências e emergências normalmente.

Notícias relacionadas Artigos relacionados

A realidade da consulta pré-anestésica digital

A teleconsulta ganhou protagonismo com a chegada da pandemia do novo coronavírus. O risco de contágio no deslocamento de pacientes…

Nova diretoria já trabalha para minimizar impactos da pandemia sobre anestesiologistas

No início de março foi realizada a Assembleia Ordinária da Coopanest-MG, quando foram eleitos para compor a Diretoria do quadriênio…