COOPANEST-MG

Blog

Como fazer a cobrança de procedimentos não autorizados

.

Diversas situações podem acarretar a realização de procedimentos cirúrgicos que não tenham sido autorizados previamente pelas operadoras. Nesses casos, é preciso ficar atento: o processo de cobrança/faturamento é diferenciado, já que a autorização prévia é uma exigência dos convênios.

.

Veja essas dicas de como minimizar glosas por problemas na autorização:

.

  • Certifique-se de que o procedimento cirúrgico, exame ou consulta está autorizado;
  • Observe se o código inserido no ágil é o mesmo que está autorizado/auditado;
  • Em casos de divergência no código, esclareça junto ao setor de guias do hospital/clinica antes de enviar a conta para a Coopanest-MG;
  • Envie sempre a guia de autorização junto com o boletim da Coopanest-MG;
  • Verifique se houve alteração na senha de autorização e certifique se a senha enviada para a Coopanest-MG é a correta.

.

Muito importante

Algumas operadoras, por seu processo interno, permitem o envio do faturamento de procedimentos que não tenham sido autorizados previamente. Nesses casos, haverá uma análise minuciosa da conta. Por isso é preciso reunir todos os documentos comprobatórios da realização, tais como boletins, descrições cirúrgicas e relatórios médicos emitidos pelo anestesiologista.

Artigos relacionados

Os desafios do futuro pós-pandemia

Traçar as estratégias mais adequadas para lidar com a atual crise sanitária e as mudanças que impactaram a classe no…

Eficiência em 2020 para seguir 2021 em dia

A reunião da Assembleia Geral Ordinária (AGO), realizada pela primeira vez de forma remota seguindo as recomendações das autoridades sanitárias,…